AFTAS

Normalmente conhecida como úlcera da membrana bucal, as aftas aparecem como pequenas e doloridas protuberâncias brancas ou amareladas. Provocam dor aguda nos primeiros dias, duram cerca de uma a duas semanas e cicatrizam sem causar menores problemas. Aftas maiores podem durar mais tempo e podem ser acompanhadas por fadiga, febre e inchaço dos gânglios linfáticos. Embora a causa das aftas seja desconhecida, os médicos acreditam que o problema possa ser uma reação imunológica anormal ou uma infecção viral. Em casos mais raros, as aftas podem ser um sintoma de um distúrbio sistêmico, como reações alérgicas a alimentos, anemia, doença celíaca, doença de Chron ou lúpus.

Deficiência de ferro, vitamina B12 a ácido fólico também foram associadas a uma maior propensão a aftas.

Ao aparecerem as aftas, evite qualquer alimento ou bebida que possa irritar as úlceras como bebidas quentes, álcool, alimentos salgados ou condimentados e alimentos ácidos.

Coma bastante carnes magras, legumes, frutas secas, cereais e outros alimentos ricos em ferro; verduras de folhas verde-escuras, germe de trigo e legumes com ácido fólico; produtos magros derivados de animais, para obter vitamina B12.

ACNE

É uma doença de pele, com frequência maior na adolescência quando o nível elevado de hormonios sexuais causa o aumento da secreção de sebo pelas glândulas sebáceas, provocando o aparecimento de espinhas, bolhas e pontos negros principalmente no rosto, costas, peito e ombros.

Às vezes, os poros bloqueados se infeccionam aparecendo bolhas cheias de pus. Muito comumente se coça ou espreme essas bolhas, causando o agravamento da infecção e deixando cicatrizes ou manchas.

Comedão: é a lesão mais característica da acne. O comedão fechado é de difícil visualização, sendo uma elevação cutânea de cor embranquecida ou amarelada. O comedão aberto costuma não ser elevado. No entanto, pode se apresentar como uma pequena elevação dura de cor preta, devido à oxidação da superfície do sebo.
Pápula: é a inflamação do comedão, que se torna avermelhado e aumenta de tamanho de 1 a 4 milímetros. É dolorosa e se desenvolve principalmente do comedão fechado. O comedão aberto se inflama quando manipulado sem assepsia.
Pústula: é a evolução da pápula, com elevação da pele em uma bolsa de pus de profundidade variável, acompanhada de coceira e dor.
Nódulo: é uma lesão profunda, coberta por pele normal que evolui até a inflamação e termina com a formação de cicatrizes.

COMA BASTANTE frutas, verduras frescas e legumes para obter betacaroteno e vitamina C; Frutos do mar, carnes magras, aves, iogurtes e grãos integrais para ingerir zinco e vitamina B6.

TENTE EVITAR suplementos de algas marinhas, altas doses de vitamina B6 e B12. Apesar da inexistência de muitos estudos que relacionam a acne com ingestão de alimentos com alto índice glicêmico ou carga glicêmica, é bom evitar a ingestão excessiva destes alimentos.

FIBROSE CÍSTICA

Doença hereditária que afeta as glândulas que produzem muco, suor, enzimas e outras secreções. A consequência mais grave da doença ocorre nos pulmões, no pâncreas e no intestino que ficam obstruidos por um muco bem espesso.

A alimentação é crucial no tratamento da fibrose cística, crianças com esta doença precisam consumir muito mais calorias do que normalmente é recomendado para se ter um crescimento normal. Com o desenvolvimento de preparados enzimáticos para suplementar ou repor a deficiência do pâncreas, hoje o organismo de individuos portadorees de fibrose cística, não tem mais dificuldade de digerir e absorver gorduras e proteinas. Estes suplementos à base de enzimas na forma de pó ou em cápsulas devem ser tomados junto às refeições ou aos lanches, para facilitar a digestão.

Caso o paciente tenha problemas digestivos mesmo tomando enzimas, talvez sejam necessários suplementos de gorduras pré-digeridas e, em alguns casos, suplementos enriquecidos com calorias também.

A prisão de ventre ou obstrução intestinal são comuns na fibrose cística e, por isso, é importante consumir muito líquido, mas os alimentos que contém fibras não são recomendados.

É recomendável que coma porções maiores nas refeições e faça lanches com frequência; deve-se comer aliemtnos com alto teor proteíco como carnes, aves, peixes, ovos e leite, principalmente em crianças para manter o crescimento e o máximo de gordura que consigam tolerar, para atender as necessidades de calorias extras e além disso, o organismo precisa de gordura para absorver as vitaminas A, D, E e K.

Se não houver diabetes, não é necessário restringir alimentos que contém açúcar, pois estes carboidratos simples são facilmente absorvidos do que os amidos.

O sal também é essencial porque a Fibrose Cística afeta as glãndulas sudoríparas e salivares, fazendo-as secretar uma quantidade muito grande de sódio e cloreto na transpiração e saliva.

DOENÇA CELÍACA

É uma doença crônica que afeta principalmente o intestino delgado. É uma intolerância permanente ao GLUTEN, um proteina encontrada no trigo, centeio, cevada e malte.

Os sintomas podem incluir diarréia, prisão de ventre, inchaço, flatulência, irritabilidade, pouco ganho de peso, dificuldade no desenvolvimento das crianças e fadiga, além de diversos sintomas.

PODE COMER: Leite desnatado, ovos, peixes, carne e frango para obter proteinas; legumes, verduras e frutas por conterem vitaminas e sais minerais; legumes, batatas e arroz por conterem amido, sais minerais e proteína.

EVITE: Pão, massa, cereais, bolos e outros produtos derivados de trigo, centeio ou cevada; alimentos que usem produtos derivados de trigo para engrossar ou cobrir, como pão, bolos de carne, salsichas, embutidos, molhos e sopas; bebidas que contenham glúten em sua composição como cerveja, bebidas à base de malte e achocolatados; a maioria dos molhos de salada industrializados, exceto maionese pura e todos alimentos industrializados que no rótulo aparece a descrição CONTÉM GLÚTEN.

ÚLCERAS GÁSTRICAS

A úlcera é uma área da mucosa que foi distruida pelos sucos digestivos. No caso da úlcera gástrica essa destruição é feita pelo ácido produzido pelo estômago.

O sintoma mais comum é dor e sensação de queimação. Esta dor ocorre geralmente duas a três horas depois de comer e piora com o estômago vazio e pode ser aliviada com a ingestão de um pouco de alimento ou com ingestão de anti-ácido.

DEVE-SE COMER: Carnes magras, aves, pães, cereais enriquecidos, leguminosas e frutas secas por conterem o ferro perdido no caso de hemorragia; A alimentação deve ser balanceada, para promover a cicatrização.

EVITE: Café e fontes que contenha cafeína; temperos como pimenta, cravo e alho que provocam secreção ácida; álcool; fumo; alimentos gordurosos e lanches antes de dormir.